Micro-contos #1

Essa postagem é de teste.Eu quero criar micro-contos que se relacionam entre si.Leia e veja se ficou bom.
  • Era uma vez um Lobo que não tinha nada pra comer por que devastaram toda a floresta que ele morava pra construir um condomínio pra idosos.Então um dia ele resolveu atacar esses idosos pra poder se alimentar.Mas no final das contas ,o lobo não pode se defender e acabou sendo morto por um caçador;




  • Era uma vez uma dona de casa muito ocupada.Era divorciada,tinha 2 filhos pequenos e cuidava da mãe.Então ela ficou sabendo que construíram um condomínio pra idosos.Ela se animou e mandou a sua mãe morar lá sozinha.Mas como sua mãe era rica e ela queria herança,sempre levava doces para sua mãe morrer de diabetes,e assim ficar com a herança.Mas a Dona de casa morreu primeiro.



  • Era uma vez um caçador bisbilhoteiro,que vivia na floresta.Ele se tornou amigo de uma idosa que morava por lá.Um dia ele viu que a senhora recebeu visita,uma mulher.Então quando a visita saiu,ele viu essa visita dizendo que iria matar aquela idosa de diabete.Irado,ele matou essa mulher e deu de comer a uns filhotes de lobo orfãos,que ele cuidava.

Quadrilhas

Esse texto foi baseado em "Quadrilha" de Carlos Drummond de Andrade só que essa quadrilha aqui é uma máfia


João devia a  Teresa que chifrava Raimundo
que estuprou Maria que odiava Joaquim que amava Lili
que não era envolvida no mundo do crime
João "foi para os Estados Unidos"(nessa máfia "Ir para os EUA" significava morrer), Teresa para a cadeia,
Raimundo "morreu de desastre"(foi desastre provocado), Maria"suicidou " Joaquim 
e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

Chapolin-Origens Secretas




Sabe,todo super-herói tem uma origem.O Superman veio de Krypton,o Homem aranha foi picado por uma aranha,o Hulk recebeu radiação e por aí vai.mas e o Chapolin Colorado?Qual a origem secreta dele?


Então essa postagem tem como objetivo inventar origens secretas para ele.Eu vou postar duas.Comente criando Origens pra ele!
"Numa terra de pobreza violência e injustiça,surge um herói que ao receber um martelo forjado pelos deuses Astecas,decide lutar por verdade ,justiça e pelo modo mexicano de viver,seja onde for.Ele recebeu esse martelo ,por que era incorruptível e puro de coração"

E agora outra

"Após saber que seus pais foram assassinados por um terrivel bandido chamado Tripa-seca,um orfão chamado Chaves decide ir atrás de justiça ,seja onde for:Em casas de ricos,em casas de pobres,no faroeste,no antigo egito e até em Vênus...Inicialmente se intitulava polegar vermelho,depois vermelhinho,mas pra honrar o CH que sua mãe tinha no nome e o Colorado que era o time que seu pai torcia,ele se transformou em Chapolin Colorado"
Essa imagem não é minha,fonte:Desciclopedia

Agora uma curiosidade:Sabia que Chapulin(nome original dele)significa gafanhoto


Bom é isso,comente dizendo o que achou e tambem criando origens pro chapolin

texto estranho

Leia este texto abaixo e tente descobrir se tem algo de estranho nele:

Sem nenhum tropeço posso escrever o que quiser sem ele, pois rico é o português e fértil em recursos diversos, tudo isso permitindo mesmo o que de início, e somente de início, se pode ter com impossível. Pode-se dizer tudo, com sentido completo, mesmo sendo como se isto fosse mero ovo de Colombo.
Desde que se tente sem se pôr inibido pode muito bem o leitor empreender este belo exercício, dentro do nosso fecundo e peregrino dizer português, puríssimo instrumento dos nossos melhores escritores e mestres do verso, instrumento que nos legou monumentos dignos de eterno e honroso reconhecimento.
Trechos difíceis se resolvem com sinónimos. Observe-se bem: é certo que, em se querendo esgrime-se sem limites com este divertimento instrutivo. Brinque-se mesmo com tudo. É um belíssimo desporto do intelecto, pois escrevemos o que quisermos sem o 'E' ou sem o 'I' ou sem o 'O' e, conforme meu exclusivo desejo, escolherei outro, discorrendo livremente, por exemplo sem o 'P', 'R' ou 'F', o que quiser escolher, podemos, em corrente estilo, repetir um som sempre ou mesmo escrever sem verbos.
Com o concurso de termos escolhidos, isso pode ir longe, escrevendo-se todo um discurso, um conto ou um livro inteiro sobre o que o leitor melhor preferir. Porém mesmo sem o uso pernóstico dos termos difíceis, muito e muito se prossegue do mesmo modo, discorrendo sobre o objeto escolhido, sem impedimentos. Deploro sempre ver moços deste século inconscientemente esquecerem e oprimirem nosso português, hoje culto e belo, querendo substituí-lo pelo inglês. Por quê?
Cultivemos nosso polifónico e fecundo verbo, doce e melodioso, porém incisivo e forte, messe de luminosos estilos, voz de muitos povos, escrínio de belos versos e de imenso porte, ninho de cisnes e de condores.
Honremos o que é nosso, ó moços estudiosos, escritores e professores. Honremos o digníssimo modo de dizer que nos legou um povo humilde, porém viril e cheio de sentimentos estéticos, pugilo de heróis e de nobres descobridores de mundos novos.

Esse texto não tem a letra "A"